A última tentativa – Carta aberta ao presidente Kalil

Presidente,

Permita-me continuar te chamando de presidente, já que nosso GALO vem antes da nossa cidade. Rs

Chegou o fim de 2017, terminamos o campeonato em 9º, o Oswaldo cumpriu o objetivo dele de terminar o campeonato bem. Motivou os melhores jogadores do elenco e teve resultado. Contou também com excelente fase do Otero nas faltas. Oswaldo antes do GALO teve oportunidade nos grandes clubes do Brasil, teve a chance no Santos, Palmeiras e Corinthians. Não deu certo nos três. Quais treinadores não queriam essa chance? O Oswaldo teve. Sei da potência dos clubes que ele treinou, o Tite é só o Tite pois teve um Corinthians como oportunidade. O Oswaldo teve as chances e desde 2000 não consegue resultados que chamassem a atenção, nem desempenho também, pois resultado pode ser do imponderável do futebol, ele sequer  chegou perto. Sou agradecido pelo que fez nessas 13 rodadas do Brasileiro, mas podemos e devemos dar um salto maior.

O Cuca não tinha ganhado nada até chegar ao Galo e isso é muito usado de argumento pró Oswaldo que está sem resultados expressivos há muito tempo. Porém, o Cuca construiu grandes times antes disso, chegou perto de ganhar algumas vezes. Teve momentos espetaculares em alguns anos. Ter salvado o Fluminense que tinha 99% de chance de cair foi inacreditável. Fez o modesto Goiás ficar invicto em 16 jogos. Em 2012 fez o melhor turno da história do campeonato, superado somente esse ano pelo Corinthians. Em 2016 fez o melhor returno da história pelo Palmeiras. Com o Galo 2012 fez 72 pontos, os mesmos 72 pontos que o Corinthians fez esse ano. A arbitragem nos tirou o Brasileiro 2012. Mas o que chama atenção é quando o Cuca inicia um trabalho em janeiro. Em 2012 o Galo começou o campeonato voando, em 2013 começou a Libertadores voando. Fomos os melhores na 1ª fase da Libertadores com sobras, essa campanha nos deu a oportunidade ESSENCIAL de decidir em casa até a final.  A turma contra sempre lembra de lances de sorte da Libertadores, mas até o Corinthians 2008 do Tite teve lances de sorte. Todos os títulos tem lances de sorte. O 2×0 do NOB saiu primeiro com a defesa postada em um escanteio e o segundo de falta. O 2×0 contra o Olímpia o primeiro foi falha de marcação com defesa postada também, não foi contra-ataque, não dá pra culpar ofensividade. O segundo gol novamente foi de falta.

Parte da torcida quer o futebol retrancado, ganhar os jogos de 1×0, mas esquecem ou não lembram que o Galo em 2012 foi a 3ª melhor defesa e 2013 excluindo o jogo da ressaca da Libertadores foi a 2ª melhor. De fato o time era mais ofensivo, mas a defesa não era tão exposta como dizem. Tínhamos o incansável Pierre. Os números da defesa ruins vieram só no 2º ano do Levir, no 1º ano do Levir ainda foram bons. O Cuca deixou a base forte para conquistar a Copa do Brasil 2014.

Muitos falam “Com aquele time era fácil”

Esse é o time que o Dorival foi demitido no Galo:

Giovanni, Patric, Léo Silva, Werley, Lima, Eron, Serginho, Richarlyson, Giovanni Augusto, André Magno Alves

Dorival jogava com 3 zagueiros, chegou a escalar o Bernard de ala e lateral. Quase queimou o menino.

“Com aquele time era fácil” o time foi construído pelo Cuca. Essa escalação do último jogo do Dorival é a prova. Do time base do Cuca tinha só o Léo Silva.

Ele recuperou o Bernard, trouxe o Pierre. O RÉVER ERA RESERVA COM O DORIVAL! Isso ninguém lembra, jogava com 3 zagueiros e o Réver ainda era reserva! O Cuca fez o esquema com dois zagueiros e deu a titularidade para o Réver. Léo Silva e Réver é coisa do CUCA!!!

O Marco Rocha que estava no América em 2011, voltou para o GALO e o Cuca já colocou de titular. No caso do Ronaldinho, ligou para o Assis e para você. Aos poucos, ele chegou no time que era “fácil” ser campeão. O time que vocês montaram nesses 2 anos e meio era tão bom que o Levir teve vida facilitada para ganhar a Copa do Brasil 2014, o time era pronto. Não foi a primeira vez que fez isso. Em 2004 preparou o São Paulo que ganhou tudo no ano seguinte, utilizando inclusive muitos jogadores do Goiás dele de 2003 como Fabão, Josué, Danilo e Grafitte. Em 2009 preparou o Flamengo, que terminou o ano campeão Brasileiro com o Andrade. Em 2013 deixou a herança bendita e o Galo foi campeão da Copa do Brasil 2014.

O cara monta os times, é isso que o GALO precisa no momento. E a oportunidade de começar o ano com ele é imperdível.

Citar o Palmeiras esse ano como exemplo que ele pode fracassar também não é correto, o elenco do Palmeiras atual é uma bomba, o Felipe Melo manda, o Mattos também interfere muito, enfim, não é caso para ser citado.

Cuca ficou 680 dias invicto como mandante no GALO, isso com diversas formações diferentes. Ele é o responsável pelo Caiu no Horto tá morto, não podemos ser mal agradecidos!

Se a vaga da Libertadores não vier, teremos um campeonato Brasileiro com Corinthians, Grêmio, Santos, Cruzeiro, Palmeiras, Flamengo, Vasco, Chapecoense priorizando Libertadores. Dos grandes, o Brasileiro fica para GALO, São Paulo, Botafogo e Inter como prioridade. Com o Cuca é possível. A prova que a Libertadores tira a dedicação dos clubes que estão nela é a briga pelo vice-campeonato esse ano. Apenas 63 pontos.

2016 – 2º 71 / 3º  71

2015 – 2º 69 / 3º 68

2014 – 2º 70 / 3º 69

2013 – 2º 65 / 3º 64

2012 – 2º 72 / 3º 71

2011 – 2º 69 / 3ª 63

Vices: 2010-69, 2009-65, 2008-72

Os bons times se dedicam à Libertadores e deixam de pontuar no Brasileiro, por isso o pior vice em 10 anos.

Com o Oswaldo é possível sim ganhar, mas com o Cuca é realidade. Ele é montador de time e quando ele começa o trabalho ele voa.

Estou direcionando essa carta para você Kalil, pois sei que você consegue convencer tanto o Cuca quanto o Sette Câmara a ir nessa direção.

BORA SAIR DA FILA, CHEGOU A HORA! A HORA É AGORA!!!

Não podemos deixar passar!!

Saudações Atleticanas