A Libertadores ainda maior

Para começo de conversa, a Libertadores continua a mesma, 32 times, fases de grupos idênticas, mata-mata idênticos. A grande diferença é na pré libertadores, antes eram 12 times e passavam 6. Agora serão 16 times e passarão 4. Diminuiu as vagas de pré-Libertadores.  As chances de passar um time de nível técnico baixo diminuíram.

Dos 16 times, 3 serão brasileiros. No sorteio, se a Conmebol não colocar regras para evitar confrontos de times do mesmo país, teremos brasileiros se eliminando antes de chegar à Libertadores. Ou seja, o papo de que houve queda do nível técnico é furada.

A vida do 4º lugar do Brasileiro piorou demais, se antes ele disputava ida e volta contra um time de qualidade questionável, agora ele vai jogar contra times melhores por menos vagas na pré-Libertadores.

As duas vagas que eram da pré e viraram diretas são agora do campeão da Sulamericana e a outra não consegui encontrar de quem é, do Brasil que não é.

Se aumentasse as vagas DIRETAS do Brasil, aí sim poderíamos questionar nível técnico. Mas a tendência é que na Libertadores mesmo o número de brasileiros continue o mesmo, já que pelo menos 1 ficará pelo caminho na pré-Libertadores.

Com a situação muito mais difícil de pré-Libertadores as vagas DIRETAS valorizaram, então a briga por G3 será de elevada importância. Teremos a primeira briga por título, a segunda briga para o G3 e a terceira briga para o G6. Nesse caso, o Brasileirão diminui os times de férias antecipadas, o meio de tabela fica ativo até o fim.

Com 7 brasileiros, a chance de ter times de todas regiões é gigante, a competição se valoriza como produto interno, valoriza os valores para a TV. Esse ano o Rio de Janeiro ficou fora da Libertadores, isso acarreta no desinteresse de uma região considerável na competição, com 7 podemos ter Fluminense e Flamengo do Rio, Palmeiras e Santos de SP, Galo de Minas e Atlético-PR do Paraná, além do campeão da Copa do Brasil. É um produto mais vendável.

Enfim, a turma que está falando em desvalorização precisa pensar um pouco mais.